21 fevereiro, 2016

Por trás da máscara - Batman

                                                  A história da criação do HQ Batman

           Batman foi criado e apresentado ao público pela primeira vez em maio de 1939, na revista Detective Comics #27. As mentes brilhantes criadoras dessa personagem enigmática foram Bob Kane e Bill Finger, brilhantes ao inovar com um herói sem super poderes, mas com enorme capacidade de auto controle e tudo numa época que clamava por alguém que lhes trouxesse inspiração para um mundo mais justo, já que nessa época, pós guerra, quase todos buscavam algo para acreditar. Talvez, Bob e Bill, não tivessem dimensionado que a personagem, baseada em uma criatura da noite, se tornaria um ícone, além de ser reconhecido como uma das maiores criações da história da literatura ficcional de todos os tempos, angariando fãs em todo mundo a medida que evoluía como enredo.


                                               Bill Finger                                         Bob Kane
                                       

           O desenhista Bob Kane inspirou-se no visual de Black Bat, um justiceiro dos pulps norte americanos criado por Murray Leinster que apareceu na revista Black Bat Detective Mysteries nos anos de 1933 e 1934. Já a ideia de dupla identidade e o fato do herói ser um milionário advém de “A Máscara do Zorro”, de 1920, longa estrelado e produzido por Douglas Fairbanks. Há também, em outras versões, especulações que o desenhista buscou inspiração no filme Nosferatu, clássico do cinema de horror que F. W. Murnau, o qual dirigiu em 1922. Dizem ainda que programas de rádio como The Shadow influenciaram a atmosfera sombria das histórias do Cavaleiro Mascarado. Ainda nesse clima, a inspiração do bat-sinal encontra-se no filme The Bat, de 1926. Contudo, seja qual fora a fonte de inspiração para o clássico Batman, a ideia, desde o início, era que a personagem fosse assustadora e inspirasse medo aos criminosos, por isso o morcego como símbolo, escolha no mínimo enigmática e eficaz para esse propósito, já que o mamífero traz o estigma de duplicidade (rato e pássaro), remetendo a personagem a uma criatura dupla, misteriosa e com sede, mas no caso dele, por justiça. 

                             

            Batman migrou dos quadrinhos para outras linguagens, como desenhos animados, cinema, livros e vídeo games. Mas, no início de sua criação, não teve tanto destaque como o alcançado hoje. Seu destaque começou mesmo com Detective Comics #33, de novembro de 1939 e, muito tempo depois, em Batman #47, de junho de 1948, na qual sua história saiu com maiores detalhes, cativando de uma vez fãs por todos os lugares em que era publicado.

                                                #47                                           #33

                                               

Curiosidade: No Brasil, Batman só chegou alguns anos depois de sua criação, na publicação O Lobinho, de Adolfo Aizen, isso na década de 40. A personagem chegou a ser chamada de Morcego Negro, isso no Globo Juvenil e depois apenas de Homem Morcego. O Cavaleiro das Trevas apareceu também na publicação O Guri, contudo a revista solo só veio em 1953, pela editora Ebal.

             Em resumo, a história de Batman conta a vida de Bruce Wayne, filho do Dr. Thomas Wayne, um respeitável médico e de sua mulher Martha. Bruce foi criado por seus pais na Mansão Wayne até os oito anos, quando uma tragédia mudaria toda a vida dele. Aqui entra Joe Chill, um ladrão pé de chinelo, que assassina seus pais, isso quando voltavam para casa depois de assistir a um filme em um cinema da cidade. Após o ocorrido, originalmente Bruce teria sido criado por seu tio, Philip Wayne, personagem que foi abandonado da cronologia posteriormente. Assim, jurando promover a justiça, Bruce treinou seu físico e intelecto, tornando-se especialista em diversas artes marciais. Ele, ainda, estudou todas as áreas do conhecimento humano que poderiam lhe ser úteis, incluindo química e criminologia. Também aprendeu sobre disfarces e técnicas teatrais, entretanto, ele sabia que apenas o uso dessas habilidades não seria suficiente para fazer com que criminosos o temessem. Dessa forma, elaborou um disfarce cujo único propósito seria assustar os bandidos, os quais, segundo ele, eram supersticiosos e covardes por natureza. No começo, o herói não era aceito pela polícia, sendo considerado um empecilho contra o crime e muitas vezes um alvo a ser capturado e foi somente no começo da década de 40 que o homem-morcego ganhou o respeito dos policiais, homens da lei que também buscavam promover a justiça.

Curiosidade: Batman não se negava a usar armas de fogo em suas primeiras aventuras, o que hoje pode parecer bastante estranha aos fãs da atualidade. Para os que pesquisam, irão observar que na década de 40 o uso de armas era comum, inclusive nas aventuras que se passavam durante a II Guerra Mundial. 
                                                
                Bem, pessoas lindas, Batman é uma das minhas personagens favoritas nos HQs, mas ainda temos muito a explorar dele, coisa que deixaremos para um próximo post. Nesse será abordado a galeria das personagens que permeiam a trama do enredo de Batman, os quais fazem dele uma das histórias em quadrinhos mais fascinantes entre todos os quadrinhos. Abordaremos também a personagem fora dos quadrinhos, em filmes, games e até na vida real. Por isso, não deixe de seguir o blog e conferir todas as novidades que ele tem para te oferecer.

                                             

            Ah, não deixe de expressar sua opinião e se quiser saber algo específico ou contribuir como qualquer informação,  ou mesmo fazer uma crítica , deixe seu comentário. 


Um bat beijo para vocês!!!

   

4 comentários:

Angélica Bello disse...

Adorei conhecer mais sobre o Batman, confesso que não sou tão chegada a super heróis, mas não tem como não gostar desse. Amei o post, SUPER bem feito! Sucesso.

http://angelicabello.com

Kary Gonçalves disse...

amei, muito bem explicado seu post, deixa todo mundo convencido rs parabéns
www.princesasedivas.com.br

realidadeintensa disse...

Adorei esse post!
Muito bom conhecer de verdade quem era a pessoa que se escondia por traz de todo aquele mistério, e da sua máscara.
Você como sempre arrasando nas palavras, ótimo post, mesmo!!
Um beijão grande

Eaí Morgana Soares disse...

Adorei conhecer a história d9 Batman não sou muito de é super heróis mas confesso que teu post me deixou muito animada 😊


Layout: Bia Rodrigues | Editado por Annie C. | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©